Title1
Description Content1

Title2
Description Content2

Title3
Description Content3

Title4
Description Content4

Title5
Description Content5

Somos um casal na Melhor Idade que ajuda outras pessoas a planejar e realizar a viagem de seus sonhos, com dicas, orientações, elaboração de etinerários e planejamento...

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Tilcara | Argentina

A cidade leva o nome da antiga etnia que vivia na região: os "Tilcaras".  Habitaram a região entre os anos 1000 a 1500, os espanhóis venceram a resistência dos mesmos no ano 1600 onde foram escravizados todos os maiores de 16 até 50 anos. Não era um povo bélico, eram comerciantes, agricultores e artesãos, utilizavam a permuta (ou escambo) nas transações.

A região era passagem obrigatória dos viajantes do Chile, do Virreynato do Peru, e do Virreynato do Rio da Prata, intercambiavam mel - pimentas - alucinógenos em suas lhamas carregadas de alimentos. Com a chegada dos Incas estes passaram a dominar tudo.

Ao visitar o PUCARA, nosso guia que era um descendente dos Incas, foi muito contundente nas criticas efetuadas:

1º. A Universidade na reconstrução, por usar pedras recortadas para encaixe perfeito, os Incas usavam pedras naturais coladas com barro. Os caminhos originais eram estreitos para não provocar o desprendimento do morro.

2º. Em 1935 construiu-se uma Pirâmide para homenagear os arqueólogos que não tem nada a ver com os Incas nem com o povo Jujenho. Só representa a Maçonaria.

3º. Não se sabe, não se tem evidências de como abasteciam de água a cidade com 1500 habitantes aproximadamente.

4º. Os cáctus estão doentes, morrendo lentamente por causa de uma pulga.

Cactus doente




















Rocha com conchilhas prova
que a região era mar.
Outras entrada e vistas:
























Entrada Pucara


Artesanatos, caixas com cactus com madeira muito dura pela falta de água:




Vista da cidade de Tilcara desde o Pucara.


 Fotos da pirâmide em homenagem aos arqueólogos:
















Nenhum comentário :

Postar um comentário

Postagens mais visitadas